Desesperado, tucano Aloysio Nunes deixa escapar no Estadão que está com medo de ser punido por corrupção! Saiba mais...

11/03/2017 20:51

Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Da Redação | O desespero ronda o ninho dos tucanos. Além de Aécio Neves, desmoralizado e atrás nas pesquisas eleitorais até de Jair Bolsonaro, outro que se diz 'apreensivo' e com medo de ser punido ou denunciado em mais casos de corrupção é Aloysio Nunes, dublê de ministro das Relações Exteriores.

Em matéria de hoje (11) do Estadão, sobre "a lista a ser enviada pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal, com base nas delações de 78 executivos e ex-executivos da Odebrecht, Aloysio admitiu até mesmo que haja outras menções envolvendo o seu nome". "Querem entregar 'carne nova' e muitas vezes 'inventam'", disse ao jornalão.

Segundo ainda o jornalão:

"Embora tenha assegurado não sentir 'tensão pré-lista', Aloysio admitiu 'sofrimento' ao esperar a conclusão de um inquérito, no qual foi acusado pelo empreiteiro Ricardo Pessoa, da OAS, de ter recebido R$ 200 mil em dinheiro de caixa 2 para sua campanha ao Senado, em 2010."

"Mais do que constrangimento, isso para mim é razão de sofrimento", declarou [Aloysio].

Título do artigo no Estadão: 'Governo não vai acabar após lista do Janot'

Leia também:

DA REDAÇÃO | O conluio entre Gilmar Mendes (STF) e Aécio Neves (PSDB) é realmente muito forte. Segundo matéria da Folha de S.Paulo (19), "Mendes conversou com Aécio no dia 25 de abril de 2017, quando deu decisão favorável ao tucano para que ele não precisasse prestar depoimento à Polícia Federal em um dos inquéritos da Lava Jato. A informação...