Democracia | Em Assembleia Geral, professores se posicionam contra condenação de Lula! Assista e compartilhe...

13/01/2018 10:58

DA REDAÇÃO | Em grandiosa Assembleia Geral dos Trabalhadores em Educação da Rede Estadual do Piauí, diversos professores usaram a palavra para se posicionar contra a condenação de Lula (PT), maior líder popular do País. Ver vídeo ao final da matéria. O encontro dos educadores ocorreu dia 10 deste mês de janeiro e tinha diversas pautas, como por exemplo a luta pelo piso do magistério. 

Para o professor Landim Neto, editor do Dever de Classe, a perseguição a Lula na verdade é uma perseguição a todos os trabalhadores, vez que Temer, Globo, lava-jato & cia querem aprofundar os ataques contra os interesses coletivos. "E tirar Lula das eleições 2018 é parte do mesmo golpe que afastou injustamente a presidenta Dilma Rousseff (PT) em 2016, opina o educador." (Continua após o anúncio).

A professora Lourdes Melo, por sua vez, diz que é tarefa de toda a esquerda sair em defesa dos direitos democráticos de Lula. Alerta a educadora que, caso a direita consiga prender o petista, o passo seguinte será caçar todos os lutadores do País. Lourdes Melo é do Partido da Causa Operária (PCO).

Na mesma linha, a professora Albetisa Moreira, que também é do PCO, também se posicionou contra a perseguição a Lula e enfatizou que não se trata de gostar ou não gostar de Lula ou do PT. O que está em jogo é a defesa da democracia e o combate aos golpistas.

Salvo raras exceções, a maioria dos presentes à Assembleia Geral do Sinte-Pi concordou com as intervenções dos colegas professores e também demonstrou que é contra a condenação e prisão de Lula. A vontade da maioria prevaleceu.


Assista vídeo, após o anúncio:

LEIA TAMBÉM: