Brasília: Apavorados, servidores correm para se aposentar e 96% dos brasileiros não poupam para o futuro

15/01/2017 08:00

Michel Temer | Foto: Agência Brasil
Michel Temer | Foto: Agência Brasil

Da Redação | Segundo matéria de hoje (15) da Folha, há uma verdadeira corrida de servidores da Câmara dos Deputados em busca de se aposentar. A razão é simples: medo dos efeitos devastadores da reforma da previdência proposta pelo governo Temer (PMDB).

"Em dezembro, quando os dois projetos chegaram à Câmara, 88 funcionários pediram para se aposentar, o que representa um terço de todas as solicitações feitas em 2016".

Caso da Câmara certamente já é o de todo o país.

De acordo também com a notícia da Folha, "o aumento nos pedidos de aposentadoria ocorreu à medida que avançava o noticiário sobre o envio do projeto do governo". 

Para o sindicato da categoria, "'a reforma causou espanto no servidor. Com ela, funcionários que estão no ápice da capacidade foram afugentados. Todo o mundo ficou na insegurança', disse o vice-presidente do Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União) para a Câmara, Paulo Cezar Alves".

Foto: Webnode
Foto: Webnode

Pontos importantes da reforma:

  1. Idade mínima para aposentadoria: 65 anos, homens e mulheres
  2. Aposentadoria integral: Só após 49 anos de contribuição
  3. Quem se prejudica mais: Homens com menos de 50 anos e mulheres com menos de 45, que terão que se adequar às novas  regras
  4. Professores: Perdem a aposentadoria especial

Informes também da Folha (08.01) apontam que 96% dos brasileiros não poupam para garantir um nível melhor nos anos finais de vida. Dentre estes, a esmagadora maioria certamente está entre os que ganham salário mínimo, a hegemonia no país. Vão poupar o quê?

Como se vê, a tal 'ponte para o futuro' de Michel Temer, se não derrubada, certamente trará mais sofrimentos à maioria dos brasileiros. Greve geral nele e nela.

Leia também: