GOZAÇÃO | Aprovado o projeto para professores pagarem por uma carteira que os identifica como professores!

29/08/2017 10:32

Dep. Jorginho Mello (PR-SC) Foto: Reinaldo Ferrigno / Câmara dos Deputados
Dep. Jorginho Mello (PR-SC) Foto: Reinaldo Ferrigno / Câmara dos Deputados

Mestres terão que pagar por uma carteira que não substitui o RG ou CPF. Mas, segundo seus idealizadores, documento possibilitará que os professores "demonstrem o orgulho de pertencer a uma categoria indispensável para o sucesso de um País"

Da Redação | Os professores brasileiros, em particular os da educação básica pública de estados e municípios, enfrentam mil dificuldades no exercício do magistério. Os salários são muito baixos, as condições de trabalho inadequadas, a violência é constante nas escolas e há uma enxurrada de ações no Congresso Nacional para piorar ainda mais a situação dos educadores. (Leia AQUI).


Professores terão que pagar

Achando pouco, no entanto, o deputado Jorginho Mello (PR-SC) elaborou o Projeto de Lei 1988/15, que cria uma carteira para que os professores se identifiquem como professores em todo o território nacional. O documento será emitido pelo poder público e não substitui o RG ou CPF. Os mestres terão que pagar uma taxa por tal inutilidade. Pura gozação.

Aprovada

Medida foi aprovada na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados e segue em caráter conclusivo na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

O relator, o deputado Daniel Vilela (PMDB-GO), foi favorável ao projeto. Demagogicamente, o deputado Vilela declarou que carteira possibilita que os mestres "demonstrem o orgulho de pertencer a uma categoria indispensável para o sucesso de um País".

É muita cara de pau e falta do que fazer desses deputados! Os professores precisam é de valorização salarial e melhores condições de trabalho. E não de gastar dinheiro com carteira que na prática não serve para coisa nenhuma.

LEIA TAMBÉM: