POLÊMICA | Professor não é bico, mas gestores tratam como se fosse! Veja números...

21/08/2017 07:34

DA REDAÇÃO | Uma matéria do Jornal Metro, de Campinas, ganhou grande repercussão na Web. A edição do veículo publicou uma reportagem com o título: "Professores e garçons estão entre os bicos mais procurados".

Embora o texto original (site Bicos) trate apenas dos professores que dão aulas particulares em casas de alunos, como um 'bico' para aumentar a renda, na prática a matéria ilustra também em certa medida a péssima remuneração oficial dos educadores que atuam nas redes de ensino de todo o Brasil, públicas ou privadas. Donos de escolas e gestores públicos tratam realmente a valorosa profissão de educador como se fosse um "bico".


Veja abaixo alguns salários colhidos no Portal da Trasparência de diversos setores e compare-os ao piso nacional do magistério (40h/s), que sofreu 7,64% de reajuste em 2017 e subiu para R$ 2.298,80: 

LEIA TAMBÉM: